Últimas Notícias

Baturité

Caio Prado

9 de dezembro de 2016

Caio Prado está de luto: Morre Luiz Everardo Bezerra

Os moradores de Caioprado, Itapiúna e porque não dizer vários Estados do Brasil e como também pessoas em outros países foram surpreendidos hoje 09 de dezembro de 2016 com a notícia do falecimento do irmão Luiz Everardo Bezerra Lopes 55 anos.
Everardo faleceu em Fortaleza por volta das 16:30 vítimas de complicações relacionadas a diabetes alta.
Nascido em 1961 filho de caiopradenses ao longo de sua vida contribuiu muito para a propagação e evolução do distrito, querido por todos, enfim um cidadão de bem, cristão e com uma biografia intensa, abaixo uma breve descrição sobre esta figura íntegra.
Luiz Everardo Bezerra Lopes, nasceu no dia 20 de abril de 1961, em Caio Prado Distrito de Itapiúna-Ce. É filho de Raimundo Lima Lopes(aposentado) e de dona Maria Jacira Bezerra Lopes,(professora aposentada), sendo o 3º filho do casal. Casado com Maria Zilar Bezerra Lopes, com quem é pai de três filhos: Coriolano, Ruth-Anna e Barjonas; é avô de Bernardo Bezerra.
Sempre morou em Caio Prado onde aprendeu as primeiras letras e, concluiu o primário no curso Padre Landell de Moura, através do rádio de pilha, e o ensino fundamental pela TV (Supletivo 1º grau) isso na década de 80.
Exerceu a função de auxiliar de escritório na empresa Argus Construtora quando da construção das pontes sobre os Rios Choró e Cangaty na CE-060. Em 1988, através de prova escrita, conseguiu o primeiro lugar para exercer a função de Monitor de Correspondência(corrigir e ajudar no envio de cartas) das crianças inscritas no Projeto de Ajuda Familiar, onde trabalhou durante um período de 11 meses, pois fora convidado pelo então prefeito Dr. José Gonçalves Monteiro, para exercer a função de diretor distrital em Caio Prado.
Em 1997 trabalhou como locutor da FM Cangaty (comunitária) e em 1998 como correspondente da Prefeitura de Itapiúna para a Rádio FM Maior de Baturité. De 1999 a 2009 substituiu o poeta Luiz Bezerra, trabalhando no serviço de som auto-falante (público) no Distrito de Caio Prado, onde desenvolvia trabalhos do interesse da comunidade como divulgador de eventos sociais e etc.
No mesmo período exerceu a função de supervisor da Igreja Evangélica Assembléia de Deus - Templo Central em Caio Prado onde criou o 1º natal solidário no distrito fazendo doações em equipe, de 100 cestas básicas as cem famílias mais carentes da cidade, por cinco anos consecutivos: 2002/2006.
No ano de 2009 teve a ideia e promoveu juntamente com a Associação dos Amigos de Caio Prado o I ENCONTRO DOS FILHOS E AMIGOS DE CAIO PRADO! Neste mesmo ano, criou o primeiro Blog de divulgação das coisas boas de Caio Prado e, em seguida o Revista Online de Caioprado onde tem registrado boa parte da história de Caio Prado.
Em 2011 criou a Radio Caioprado.com na internet, com ouvintes ilimitados, onde tem um player da mesma, instalado também nos sites: (www.radiocaioprado.com) www.caioprado.com e - tudo isso com o propósito de resgatar as origens de Caio Prado, pois nunca deixou a terra amada, parecendo até que Deus o escolheu para esta linda missão!
São muitos os emails recebidos, são muitos os ouvintes, são muitas as visitas recebidas de amigos e conterrâneos, porém, diante do esforço para a promoção e propagação da paz, para que os filhos desta querida terra, não esqueçam as suas origens; para oportunizar os nossos jovens à escrita e à desenvoltura através da conscientização por este meio de comunicação, em todos os aspectos sociais, precisamos do apoio Cultural daqueles(as), que se preocupam com a preservação: Seja da história de um lugar, sua cultura, sua beleza, sua Fauna/Meio-Ambiente, patrimônio histórico, enfim, a valorização da vida e o que precisa e se deve preservar!! Hoje aos 50 anos de idade, vivo o que vivo! Dedico boa parte de meu tempo à divulgação da terra amada como diz Olavo Bilac:
A PÁTRIA
Ama, com fé e orgulho, a terra em
que nasceste!
Criança! Não verás nenhum país como
este!
Olha que céu! Que mar! Que rios! Que
floresta!
A Natureza, aqui perpetuamente em
festa,
É um seio de mãe a transbordar carinhos.
Vê que a vida há no chão! Vê que vida
há nos ninhos,
Que se balançam no ar, entre os ramos
inquietos!
Vê que luz, que calor, que multidão de
insetos!
Vê que grande extensão de matas,
onde impera
Fecunda e luminosa, a eterna primavera!
Boa terra! Jamais negou a quem
trabalha
O pão que mata a fome, o teto que
agasalha...
Quem com o seu suor a fecunda e
umedece,
Vê pago o seu esforço, e é feliz, e
enriquece.
Criança! Não verás nenhum país como
este!
Imita na grandeza a terra em que
nasceste!
(Olavo Bilac)
Everardo Bezerra





 
Copyright © 2013 Itapiúna Informa - Você Sempre Bem Informado!
Site Desenvolvido Por Foto e Art Oliveira