Itapiúna Informa - O Seu Portal de Notícias!

Links Patrocinados

Hospital Regional do Sertão Central realiza a primeira cirurgia onde é reaproveitado o próprio sangue do paciente

Na última terça -feira (19) foi realizada a primeira cirurgia do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC),  situado em Quixeramobim, onde no procedimento se faz a reutilização do próprio sangue.    
A aposentada Núbia de Aguiar da Silva, 70, recebeu alta na quarta-feira (20), segundo o governo do Estado ela foi a primeira paciente a passar por este procedimento no HRSC.
A paciente foi submetida a uma cirurgia no fêmur em decorrência de uma queda da própria altura.
Na cirurgia não foi realizada nenhuma transfusão sanguínea heteróloga, quando o sangue é proveniente da doação de outro indivíduo. A paciente se recusou em receber qualquer tipo de transfusão, em razão da sua religião, que não permite. A opção foi reaproveitar o próprio sangue. O processo, autólogo, foi possível com a utilização de um equipamento do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce).
“Essa primeira situação aconteceu não porque a cirurgia requeresse esse tipo de aparato, mas pela condição da paciente. Tendo em vista essa atenção centrada no usuário, nós resolvemos junto aos familiares essa ponte com o Hemoce, que nos ajudou em relação à logística, nos fornecendo um funcionário e o equipamento para que o procedimento acontecesse da melhor forma possível”, explicou o coordenador do Centro Cirúrgico Geral do HRSC, Daniel Rodrigues.
A diretora geral do Hemoce, Luciana Carlos, ressaltou que a máquina é utilizada em casos de cirurgia de grande porte e de urgência. “Com a máquina de recuperação intraoperatória é possível reduzir a necessidade de transfusão de sangue, pois o equipamento retira o sangue que seria perdido e recupera para ser novamente transfundido no paciente. Isto é importante tanto para pessoas que têm alguma incompatibilidade sanguínea ou para aquelas que por outro motivo se recusem a receber transfusão de sangue”.
Maquina de recuperação intraoperatória de sangue
O Hemoce fornece o serviço aos hospitais, disponibilizando um profissional capacitado para operar a máquina na unidade de saúde. Atualmente, cinco hospitais utilizam a máquina: o Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart, o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), o Hospital do Coração de Sobral (Filantrópico), o Instituto Dr. José Frota (IJF) da rede municipal de Saúde e o Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) da rede Federal.
Doutrina religiosa
Em 2013 um bebê recém-nascido morreu no setor de Neonatal do Hospital Geral de Fortaleza (HGF) após a avó recusar que fosse realizada uma transfusão de sangue que poderia salvar a criança. A avó da criança, que seria Testemunha de Jeová, não autorizou a transfusão porque o procedimento médico é proibido pela sua religião. A mãe, à época era adolescente, tinha 15 anos, não poderia responder legalmente pela criança.

Navegue Fácil!

Interaja!

Antenista!

Anuncie Aqui!