Itapiúna Informa - O Seu Portal de Notícias!

Links Patrocinados

Prefeitura de Itapiúna e Secretaria de Saúde faz campanha pelas ruas da cidade e aleta aos moradores sobre a importância de mantermos o isolamento social, e sobre os efeitos de podem ser acarretados a quem descumprir o decreto da quarentena.
Veja vídeo:

A Caixa Econômica Federal vai divulgar nesta segunda-feira (6) os procedimentos e o calendário de pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600 mensais. Aplicativo que estará disponível na terça-feira (7) deverá viabilizar o cadastro e o pagamento para os trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores que não estão registrados em nenhuma base de dados do governo federal.

Para quem não sabe se está no Cadastro Único para programas sociais, o aplicativo também servirá como consulta, bastando colocar o número do CPF.

O acesso será pelo celular ou pelo computador para a realização da chamada "autodeclaração". O próprio aplicativo avaliará se o trabalhador cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda emergencial.

O pagamento poderá ser feito em até 48 horas depois que a Caixa receber os dados dos beneficiários. Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas.

Bolsa Família

Beneficiários do Bolsa Família não precisam se inscrever no aplicativo. Eles já estão inscritos na base de dados e poderão, entre os dias 16 e 30, escolher se receberão o Bolsa Família ou a renda emergencial, optando pelo valor mais vantajoso

A Caixa também lançará outro aplicativo, exclusivo para o pagamento da renda emergencial. O benefício será depositado em contas poupança digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos.

"Coronavoucher"

Apelidado de "coronavoucher", o pagamento será feito durante três meses para diminuir os impactos da pandemia de coronavírus na população de renda baixa. A ajuda inclui também idosos e pessoas com deficiência na fila do INSS para receber o BPC (Benefício de Prestação Continuada), e mães que são chefe de família (família monoparental).

Para receber o auxílio, o trabalhador não pode ter aposentadoria, seguro-desemprego ou ser beneficiário de outra ajuda do governo. Também não pode fazer parte de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família.

Segundo o projeto, até dois membros da família terão direito ao auxílio. Se um deles receber o Bolsa Família, terá que optar pelo benefício que for mais vantajoso.

Quem tem direito ao benefício:

- Trabalhador informal, microempreendedores individuais (MEIs), trabalhadores que contribuem com a Previdência Social como autônomos e trabalhador com  contrato intermitente que estiver inativo.
- Pessoas com deficiência e idosos candidatos a receber o BPC (Benefício de Prestação Continuada).
- Mães chefes de família (sem marido ou companheiro).

Quanto cada família vai receber:

- O benefício é de R$ 600 e limitado a duas pessoas de uma mesma família.
- A mãe chefe de família (sem marido ou companheiro) tem direito a duas cotas do auxílio, no total de R$ 1,2 mil.
- Duas pessoas de uma mesma família podem acumular benefícios: um do auxílio emergencial de R$ 600 e um do Bolsa Família.
- Quem receber o Bolsa Família e se encaixar no critério do benefício emergencial, vai receber o que for maior.

Os requisitos para receber o benefício:

- Ser maior de 18 anos de idade.
- Não ter emprego formal.
- Não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família.
- Renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00).
- Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.

O interessado deverá cumprir uma dessas condições:

- Exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI).
- Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS).
- Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).
- Ou ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.
- Também será possível preencher uma autodeclaração a ser disponibilizada pelo aplicativo da Caixa.

Como será o pagamento

- O auxílio emergencial será pago por bancos públicos federais por meio de uma conta do tipo poupança social digital.
- Essa conta será aberta automaticamente em nome dos beneficiários, com dispensa da apresentação de documentos e isenção de tarifas de manutenção.
- A pessoa poderá fazer ao menos uma transferência eletrônica de dinheiro por mês, sem custos.
- A conta pode ser a mesma já usada para pagar recursos de programas sociais governamentais, como PIS/Pasep e FGTS.
- Os bancos são Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste. Também podem ser utilizadas para o pagamento agências lotéricas e agências dos Correios.
Quixadá situado a 168 Km de Fortaleza confirma dois casos de infecção pelo novo coronavírus. A cidade é o principal município do Sertão Central. Autoridades de saúde locais receberam a confirmação da Secretaria de Saúde do Estado na tarde deste sábado, 28.
Um comunicado está sendo preparado para ser divulgado e o prefeito Ilário Marques deve fazer algum pronunciamento logo mais.
Traremos mais detalhes sobre os pacientes assim que possível.
As medidas de contenção do avanço do novo vírus, estabelecidas por decretos municipais e estaduais, estão sendo acatadas na cidade. Em sua grande maioria, a população está colaborando com as autoridades, evitando aglomerações e restringindo a circulação de pessoas. Mas ainda há muitos que não estão colaborando.
A confirmação de que o vírus chegou à Terra dos Monólitos deve reforçar essa cooperação da população com as medidas que promovem distanciamento social.
Todos os municípios da região entram em alerta máximo.
O pico dos casos na epidemia de covid-19 no Brasil deve ocorrer no início de abril. A previsão foi feita na quarta-feira, 18, pelo presidente do Hospital Albert Einstein, o médico-cirurgião Sidney Klajner, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. Ele afirmou que neste momento “é muito importante que as pessoas se conscientizem da importância de permanecer em casa” para tentar impedir o avanço do vírus. Ainda segundo estima ele, para cada caso notificado da doença hoje existem outros 15 infectados sem diagnóstico.
Projeto de renda básica emergencial aprovado: Tire suas dúvidas
Na última quinta-feira (26) foi aprovado por unanimidade na Câmara dos deputados o projeto de renda básica emergencial para ajudar famílias com baixa renda durante pandemia do novo Coronavírus. Será uma ajuda de R$600 por adulto de baixa renda durante três meses, podendo ser prorrogado.
De acordo com o texto, o benefício está direcionado para trabalhadores informais, autônomos, desempregados e MEI (microempreendedor individual). Cada família pode acumular até dois benefícios, somando R$1.200. Mães solos também terão direito ao valor máximo.
O plano inicial apresentado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, previa um voucher de R$200 - valor considerado insuficiente. 
Partidos de oposição ao Governo zeram uma nova proposta de conceder um salário mínimo de benefício.
O texto ainda precisa passar pelo Senado.
Para ter acesso ao auxílio, a pessoa deve cumprir aos seguintes requisitos:
   -ter mais 18 anos;
   -não ter emprego formal;
  -não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;
  -Renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (R$522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, estima um impacto de R$14,4 bilhões. "Vamos poder atender essas pessoas que estão sem renda, que são informais, que são vulneráveis, e precisam do apoio do Estado brasileiro ", afirma.

Como serão pagos os auxílios?
De acordo com o projeto, o auxílio emergencial será pago por bancos públicos federais por meio de uma conta do tipo poupança social digital, que será aberta automaticamente em nome dos beneficiários.
Os usuários serão isentos de tarifas de manutenção e poderão realizar, sem custos, uma transferência eletrônica de dinheiro por mês para qualquer banco.
Para quem já recebe recursos de programas sociais governamentais, como FGTS, por exemplo, a conta para recebimento do auxílio pode ser a mesma. No entanto, o usuário não pode permitir a emissão de cartão físico, cheques ou ordens de pagamento para sua movimentação.
Se a pessoa deixar de cumprir as condições estipuladas, o auxílio será cortado. Os órgãos federais atualizarão constantemente as informações em suas bases de dados, a m de fazer as verificações
necessárias.
Ceará registra primeira morte decorrente do covid-19
Ceará registrou a primeira morte por coronavírus na madrugada desta quinta-feira (26). O Sistema Verdes Mares conversou com um familiar que confirmou a morte e citou a causa descrita em laudo.  A reportagem aguarda o posicionamento da Secretaria da Saúde do Ceará. Essa é a quarta morte pelo novo coronavírus no Nordeste, sendo três em Pernambuco. 
A vítima é um homem, de 72 anos, identificado como José Maria Dutra, que residia em Fortaleza. Ele mantinha uma vida ativa e apresentava como comorbidade uma diabetes, e que era controlada, segundo o familiar.  No laudo da morte consta que o idoso morreu em decorrência de uma "insuficiência respiratória causada por uma infecção pulmonar por Covid-19". 
Ele morreu por volta das 2h desta quinta e foi sepultado horas depois, por volta de 9h30, no Jardim Metropolitano, em Eusébio, na Grande Fortaleza. 
A rapidez no sepultamento atende à decisão da Justiça do Ceará, assinada no último dia 20, que proibiu a realização de velórios de eventuais mortos em decorrência do novo coronavírus. A medida impõe que o enterro deve acontecer logo depois da liberação do corpo nas unidades hospitalares. 
Infectados por corona vírus no Ceará já somam 185
As últimas notícias de dão conta que o número de casos confirmados de pacientes com coronavírus no Ceará subiu para 185 de acordo com novo informe epidemiológico divulgado nesta terça-feira (24) pela secretaria estadual da Saúde. A quantidade de casos suspeitos e os descartados não são mais divulgados.
Fortaleza é o principal ponto de concentração dos infectados, com 170 pessoas. Outros cinco municípios apresentam manifestação da Covid-19, sendo eles Aquiraz (6), Sobral (4), Fortim (1), Mauriti (1) e Juazeiro do Norte (1). Outros dois casos são de residentes de outros estados, sendo um da capital de São Paulo e outro de Uberlândia, em Minas Gerais.

Navegue Fácil!

Interaja!

Antenista!

Anuncie Aqui!