Itapiúna Informa - O Seu Portal de Notícias!

Sem dinheiro para caixão, família vela corpo de idosa sobre uma tábua em Quixadá

Foto: Jackson Perigoso
O corpo de uma mulher idosa foi velado em cima de uma tábua na cidade de Quixadá, a 167 km de Fortaleza, devido a falta de condições financeiras da família para comprar um caixão. Maria do Carmo, de 79 anos, morreu às 18hs de domingo (25), vítima de câncer. “A gente não tinha nem como trazer o corpo do hospital. Pensei até em chamar um moto-táxi”, conta a filha da vítima, Nilzete Fernandes da Silva.

Nilzete é casada com o servente de pedreiro Antônio Pereira de Souza, o único que trabalha na família. A idosa morava com o casal e duas netas em uma casa alugada, enquanto fazia o tratamento contra o câncer. “Ela passou cinco dias internada no Hospital Eudásio Barroso e deram alta para ela voltar para casa no domingo. Mas umas 17hs ela passou mal e levamos ela para o hospital. Ela morreu às 18hs”, conta.
A filha de Maria do Carmo conta que teve de retirar o corpo do hospital e colocou na rede onde a idosa dormia até que os vizinhos  se mobilizaram e conseguiram uma tábua e um véu. A família disse ainda ter procurado ajuda da Prefeitura de Quixadá, mas não foram atendidos de imediato.
O corpo de Maria do Carmo foi posto em cima da madeira onde foi velado durante toda a madrugada. Na manhã desta segunda-feira (26), a família recebeu um caixão doado pelos secretários da Prefeitura de Quixadá. “Um amigo doou o túmulo, mas ainda não temos condições de pagar a funerária”, afirma Antônio Pereira.
Em contato com o G1, a funcionária do Gabinete da Prefeitura de Quixadá, Renna Calixto, informou que a Secretaria de Desenvolvimento Social do município fornece caixões a famílias carentes. No entanto, neste momento, a secretaria aguarda o a conclusão do processo de licitação para compra dos caixões e, por este motivo, está sem o produto. “As empresas concorrentes entraram com recursos e estamos aguardando”, explica Renna.  O caixão comprado com o dinheiro de doações foi entregue à família por volta de 10h desta segunda-feira.
Do G1.