Itapiúna Informa - O Seu Portal de Notícias!

Links Patrocinados

ENEM: Resultado já pode ser acessado
Participantes da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 já podem acessarem as notas da mesma. Os resultados individuais estão disponíveis por meio da Página do Participante https://enem.inep.gov.br/participante/#!/inicial ou pelo aplicativo Enem 2018. Basta usar o CPF e a senha cadastrada para ter acesso.
Inicialmente, a previsão era de que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) liberaria o acesso às notas apenas às 10h, no horário brasileiro de verão, mas a divulgação do resultado foi antecipada para evitar congestionamentos no site.
Esse é o segundo ano consecutivo em que há antecipação. No ano passado, o resultado do Enem 2017 saiu um dia antes do previsto.
O Inep divulgará, no dia 18 de março, o espelho da redação, ou seja, detalhes da correção dessa prova. Isso é feito após os processos seletivos dos programas federais. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso.
A nota dos treineiros, aqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram a prova apenas para testar os conhecimentos, também será divulgada no dia 18 de março. Com o Enem, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).  
O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro de 2018. Desde o dia 14 de novembro, estão disponíveis as provas e os gabaritos oficiais. Também estão disponíveis vídeos com os enunciados e as opções de respostas da video-prova em língua brasileira de sinais (Libras).

Com informações da Agência Brasil.


Morre ao 67 anos o cantor Marciano
 
Faleceu na madrugada desta sexta-feira (18) o cantor sertanejo José Marciano aos 67 anos, vítima de um infarto. Ele morreu dormindo em casa, em São Caetano, por volta das 2h da manhã.
Chamado de “O Inimitável”, ele ficou famoso por dar voz a canções como “Fio de Cabelo”, “Crises de Amor”, “Paredes Azuis” e “Menina Escuta Meu Conselho”.
Nas redes sociais, cantores sertanejos manifestaram pesar. “A nossa música sertaneja amanheceu triste. Todos nós estamos tristes, pois perdemos um grande ídolo e um grande ícone ! Perdemos o Marciano da dupla João Mineiro & Marciano. Descanse em paz meu ídolo e que Deus possa confortar toda a família, pois você nos ensinou muito. Cumpriu a sua jornada aqui na terra, fez bonito e entrou para a história”, declarou Léo Magalhães.
Polícia prende em Itapiúna suspeito de
organizar ataques em Aracoiaba e Baturité
Uma equipe da Polícia Militar capturou na tarde desta segunda-feira (14) em Itapiúna-Ce a 133 Km de Fortaleza um individuo de nome Francisco Werberson Pereira Pimenta de Sousa, vulgo “CABEÇA”, o mesmo é suspeito de integrar grupo criminoso responsável por atentados em Baturité e Aracoiaba os quais culminaram no incêndio de bens públicos.
A autuação em flagrante foi possível graças ainda ao trabalho do serviço de inteligência da Delegacia Regional de Baturité que há muito investigava o referido criminoso.
Segundo informações da Policia Civil, “CABEÇA”, que foi autuado em flagrante na Delegacia Regional de Baturité, é ainda suspeito do cometimento de crimes de roubo e participação em homicídio na região do Maciço.
Presidente Bolsonaro assina decreto que
 facilita posse de arma no Brasil
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou, nesta terça-feira (15), o decreto que flexibiliza a posse de armas no País, cumprindo uma de suas principais promessas de campanha. O decreto se refere exclusivamente à posse de armas. O porte de arma de fogo, ou seja, o direito de andar com a arma na rua ou no carro, não será incluído no texto. A previsão é que seja facilitada a obtenção de licença para manter armas em casa.

A expectativa é de que o texto seja publicado em uma edição-extra do Diário Oficial da União (DOU).

A assinatura aconteceu logo após reunião do presidente com seus ministros. Em discurso realizado na cerimônia de assinatura do documento, Bolsonaro declarou que a medida vai ao encontro da decisão do plebiscito sobre o desarmamento, realizado em 2005, quando a população votou contra a proibição do comércio de armas e munições para civis no País.

"O povo decidiu por comprar armas e munições e nós não podemos negar o que o povo quis", afirmou.

Como é a posse de armas em outros países? De visita surpresa até papo com vizinhos entre as exigências
TIRA-DÚVIDAS
1) Quem terá direito a posse de armas?
Agentes públicos (ativos ou inativos) da área de segurança pública; da Agência Brasileira de Inteligência; da administração penitenciária; do sistema socioeducativo e envolvidos no exercício de atividades de poder de polícia administrativa ou de correição; 
Militares (ativo ou inativo); 
Moradores em área rural; 
Moradores em áreas urbanas com taxas anuais superiores a 10 homicídios por 100 mil habitantes, de acordo com os dados do Atlas da Violência 2018 referentes ao ano de 2016;
Proprietários ou responsáveis legais de comércios e industrias;
Colecionadores, atiradores e caçadores, devidamente registrados no Comando do Exército.
Portanto, na prática, o decreto considera que todas as pessoas do país têm necessidade de ter uma arma com as seguintes exigências:

Ter mais de 25 anos; 
Declaração de bons antecedentes; 
Ter ocupação lícita; 
Curso de tiro para manejar a arma; 
Teste psicotécnico. 
 2) Quem não terá direito à posse de arma?
Quem prestar informações falsas na declaração de efetiva necessidade para obtenção da posse; 
Tiver vínculos com grupos criminosos; 
Agir como pessoa interposta de quem não preenche os requisitos.  
Ainda é preciso cumprir os requisitos estabelecidos no Estatuto do Desarmamento: ser maior de 25 anos, ter ocupação lícita e residência certa, não ter sido condenado ou responder a inquérito ou processo criminal e comprovar a capacidade técnica e psicológica para o uso do equipamento.

3) O que muda quanto ao porte de armas? 
Nada. O decreto dispõe apenas sobre a posse. O porte, ou seja, a autorização para a transportar e carregar a arma consigo, fora de casa ou do local de trabalho, continua proibido. As exceções são membros das Forças Armadas, polícias, guardas, agentes penitenciários, empresas de segurança privada, entre outros. Para obtê-lo é preciso demonstrar a necessidade do porte por exercício de atividade profissional de risco ou de ameaça à sua integridade física. 

4) O tempo de revisão da autorização da posse mudou?
Sim. Antes, era preciso renovar a posse a cada cinco anos. Agora, será necessário fazer isso a cada dez anos. Isso também vale para quem já tinha arma regularizada antes do decreto. A renovação será feita junto ao Comando do Exército, e não mais com a Polícia Federal.

5) Uma pessoa pode ter mais de uma arma?
O decreto estabelece que é possível ter até quatro armas. Contudo, a pessoa pode requerer o registro de mais armas, desde que comprove que tem necessidade. No discurso logo após a assinatura, Bolsonaro se referiu brevemente a pessoas com diversas propriedades como uma das possíveis circunstâncias em que seria permitido ter mais de quatro armas -"titulares ou responsáveis legais de estabelecimentos comerciais ou industriais" são considerados pelo novo decreto como pessoas que teriam necessidade de ter armas, se desejarem. 

6) Há alguma medida de segurança exigida para o local em que a arma ficará?
É preciso apresentar declaração de que a residência possui cofre ou local seguro com tranca, mas isso só é necessário para quem mora com crianças, adolescentes ou pessoa com deficiência mental. Também vale destacar que o texto fala em "declaração", e não em "prova", e não há nenhuma menção à fiscalização das residências para verificar se isso está sendo cumprido.

7) A PF continua tendo a palavra final para autorizar a posse de armas?
Sim, a PF tem a palavra final, mas o que mudou é que antes a pessoa que requeria arma apresentava os argumentos que comprovavam que teria efetiva necessidade para tal. Pelo texto de agora, são elencados os requisitos que precisam ser atendidos. O delegado ainda pode negar, mas nega com base em pontos detalhados. 

8) Muda algo para clubes de tiro e entidades de tiro desportivo?
Aqueles que tiverem autorização específica e dentro das condições estabelecidas pelo Comando do Exército poderão fornecer a seus associados e clientes munição recarregada para uso exclusivo nas dependências da instituição em provas, cursos e treinamento

9) Mudou a validade do registro de posse?
Foi ampliado de 5 para 10 anos.

CLUBE de Tiro
A flexibilização das regras para a posse de armas era uma das promessas de campanha de Bolsonaro José Leomar
Posse de arma versus porte de arma
Apesar da flexibilização das regras para a posse de arma, o porte segue proibido, exceto para membros de Forças Armadas, polícias, guardas, agentes penitenciários e empresas de segurança privada, entre outros. É preciso demonstrar a necessidade do porte por exercício de atividade profissional de risco. Quando uma pessoa tem o registro de porte ela está autorizada a transportar e carregar a arma consigo, fora de casa ou do local de trabalho.

O porte é vinculado ao registro da arma. Isso significa que uma pessoa com porte não pode andar com qualquer arma, mas com aquela para qual obteve a autorização. Também pode ser temporário e restrito a determinado território. 

O decreto presidencial que regula o Estatuto do Desarmamento atualmente em vigor diz que "o titular de porte de arma de fogo para defesa pessoal [...] não poderá conduzi-la ostensivamente ou com ela adentrar ou permanecer em locais públicos, tais como igrejas, escolas, estádios desportivos, clubes, agências bancárias ou outros locais onde haja aglomeração de pessoas em virtude de eventos de qualquer natureza".

Isso, contudo, é estabelecido por decreto, e pode ser mudado pelo presidente sem necessidade de autorização do Congresso. Segundo o estatuto, o porte é revogado caso o portador seja detido ou abordado "em estado de embriaguez ou sob efeito de substâncias químicas ou alucinógenas". 
Do Diário do Nordeste.


Policiais da reserva poderão reforçar policiamento no Estado
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou que irá convocar até 1.201 policiais e bombeiros militares da Reserva Remunerada para reforçarem os trabalhos policiais nas ruas, diante da série de ataques criminosos que chega ao 13º dia, no Estado. Eles passarão por exames de saúde e físicos e, se aprovados, serão reintegrados à Ativa.

"É importante esclarecer que são aqueles policiais que foram para a Reserva nos últimos cinco anos, não são de tanto tempo. É uma ação de curto prazo. A gente vai fazer uma avaliação da parte médica e física e destinar quais atividades. Um exemplo é que a gente está tendo a necessidade de ocupar alguns pontos, que não é do dia a dia da Polícia, e a gente pode ocupar com esses policiais", detalhou o secretário André Costa, em entrevista ao Sistema Verdes Mares nesta segunda-feira (14).

A convocação de militares da Reserva é uma das medidas aprovadas em sessão extraordiária da Assembleia Legislativa do Ceará (AL/CE) no último sábado (12) e sancionadas pelo governador Camilo Santana no domingo (13). O reforço deve ser definido até o próximo fim de semana.

Outras leis sancionadas:

Aumento da quantidade de horas extras (de 48h para 84h mensais) que podem ser pagas a todos os policiais, civis e militares, além dos bombeiros e agentes penitenciários, de forma com que haja aumento da força de trabalho;
Criação da Lei da Recompensa, que prevê o pagamento em dinheiro, pelo Estado, para informações que sejam prestadas pela população à Polícia e que resultem na prevenção de atos criminosos e prisão de bandidos envolvidos nas ações. O texto da Lei ainda deve ser elaborado;
Criação do Fundo de Segurança Pública e Defesa Social, para estruturar melhor a SSPDS;
Criação do Banco de informações sobre veículos desmontados;
Regras de Restrição ao uso do entorno dos presídios do Estado para prevenir fugas e garantir mais segurança;
Autorização de Convênios e Parceria com outros Entes (União e Estados) na cessão de policiais ao Estado do Ceará.
Serviço
O Governo do Estado disponibilizou um número de WhatsApp (85) 98969.0182 para o envio de informações, áudios, fotos e vídeos que levem à captura de criminosos. As denúncias também podem ser feitas por meio do telefone 181, o Disque-Denúncia. 

Toneladas de explosivos são apreendidos
 em um bairro de Fortaleza neste sábado
Em luta constante e árdua de suspeitos que participaram e ou participam dos ataques nos últimos dias em Fortaleza e em outros municípios do Ceará, policiais encontram cerca de cinco toneladas de explosivos em um terreno próximo à casa dos procurados. A apreensão dos materiais ocorreu na manhã deste sábado, 12. A suspeita das fontes ligadas à Polícia Civil é de que a carga seria a mesma que foi roubada em 20 de dezembro, na BR-116, perto do município de Aquiraz, litoral do Ceará. 
Cinco pessoas foram detidas durante a operação. Além disso, foram apreendidas munição de calibre 12 e um carregador de pistola. Os materiais encontrados no local estariam sendo utilizados nas explosões que vem acontecendo em Fortaleza e em outras cidades do Estado desde a quarta-feira, 2.
Também no Jangurussu, policiais encontraram um depósito clandestino com sete mil litros de combustível, na última quarta-feira, 9. O local serviu como centro de distribuição dos materiais para pessoas responsáveis pelos ataques a ônibus, prédios e equipamentos públicos e privados.
Sacos de materiais explosivos empilhados. 
Segundo boletim anunciado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), até a manhã deste sábado, cerca de 330 pessoas foram presas por participação nos atos criminosos. Completando 11 dias, a onda de violência no Ceará registra mais de 190 ataques.


Links Patrocinados